(47) 3365 8800
Central de atendimento

IDH de Santa Tereza cresceu em todos os últimos três censos

Economia/Cidadania – Agosto – Pelo terceiro censo consecutivo, Santa Tereza do Oeste não decepcionou na medição do Índice de Desenvolvimento Humano, aumentando a marca a cada levantamento realizado. Em 1991, a cidade apresentou a marca de 0,430 (numa contagem que vai de zero a um); em 2000, o indicador subiu para 0,601; e em 2010, a região subiu para 0,705! O que coloca Santa Tereza do Oeste na lista dos municípios com IDH considerado alto.

O IDH significa Índice de Desenvolvimento Humano, e trata-se de uma medida importante concebida pela Organização das Nações Unidas para avaliar a qualidade de vida e o desenvolvimento econômico de uma determinada população

Atualmente, são utilizados três critérios para estabelecer o relatório desenvolvido pelo Programa das Nações Unidas para o Desenvolvimento (PNUD):  Saúde, Educação e Renda, que são medidos da seguinte forma:

  • Uma vida longa e saudável (Saúde): expectativa de vida ao nascer;
  • O acesso ao conhecimento (Educação): média de anos de estudo (adultos) e anos esperados de escolaridade (crianças);
  • Um padrão de vida que assegure dignidade (Renda): medido pela Renda Nacional Bruta (RNB) com base na Paridade de Poder de Compra (PPC) por habitante.

 

Índices positivos atraem investidores.

Entre as principais vantagens que a cidade consegue estabelecer ao conseguir alcançar índices positivos, com certeza está o investimento do setor privado, visto que diferentes empresas se aproximam de regiões com potencial de desenvolvimento, é o que destacou a empresa G.Laffitte, que reabre para vendas em Santa Tereza do Oeste um de seus empreendimentos, o Loteamento Santa Fé. De acordo com a gerente de marketing da incorporadora, em cidades que possuem bom IDH, geralmente os cidadãos conseguem se planejar para otimizar suas condições de moradia:  “índices como os daqui nos mostram que a população é uma potencial cliente dos nossos produtos, tendo em vista que elas podem almejar novas possibilidades de se viver na cidade, seja com uma casa maior ou com a renda que um segundo imóvel pode gerar em caso de locação, por exemplo”, explicou.

Levando em consideração o potencial da cidade, a empresa lança sua 2ª etapa de vendas do Loteamento Santa Fé no próximo sábado, com atrações para a família e condições especiais de pagamento. “Cidades como Santa Tereza do Oeste precisam de novas opções para a população, porque quando um município se desenvolve, a maneira de se relacionar com o espaço urbano também se modifica”, destaca Gabrielle.

Para conhecer outros índices de Santa Tereza do Oeste, basta procurar no site do IBGE.

Sobre a G.Laffitte

Reconhecida nacionalmente como “A Marca do Lote”, a empresa é especializada em projetos de loteamentos e transações imobiliárias.  Atua em diversas cidades de Santa Catarina e do Paraná com planos de expansão para outras áreas do país e exterior. Através de uma gestão familiar pautada pelo comprometimento, experiência e ética, se tornou um símbolo de inovação no setor imobiliário e um agente social de fundamental importância para o desenvolvimento urbano das regiões que atua.

Mais informações: www.glaffitte.com.br